Posts tagged ‘negociação’

Inovar para crescer

Um risco grave que o varejista pode enfrentar neste momento de expansão da economia esquecer de inovar.

Em uma fase de expansão podemos incorrer no erro de repetir fórmulas do passado afinal os negócios crescem rapidamente e exigem agilidade.

Entretanto, em fase de expansão todos crescem mas só alguns vão crescer e agregar valor aos seus clientes. A inovação resolve isso.

Mas afinal, o que inovação? Inovação é criar algo novo em sua loja. Não precisa ser uma loja totalmente nova mas pode ser em parte dela.

Entretanto, só se considera inovação aquilo que modificou para melhor e que é capaz de gerar melhores resultados. Óbvio! sem dinheiro novo não adianta inovar.

A inovação vai garantir ao varejista uma posição mais segura no futuro breve, menos vulnerável a concorrência e mais alinhada ás mudanças do comportamento dos consumidores.

Crescer repetindo as mesmas fórmulas atuais vai obrigar o varejista a garantir seu espaço no mercado as custas de descontos e preços baixos. Não que isso perdeu a importância mas depender apenas de preço baixo é obrigar o varejista a trabalhar com margens extremamente baixas, comprometendo seu desenvolvimento no futuro.

Até a próxima.

Ricardo Pastore
Consultor de Varejo e Sócio do Growbiz Group, consultoria especializada em varejo.

Anúncios

15 de março de 2010 at 18:46 Deixe um comentário

Apenas 41% das empresas têm planejamento estratégico

por FinancialWeb
08/12/2009

Deste total, apenas 32% das companhias discutem estratégias em reunião com equipes

Mesmo tendo um mapa estratégico definido, as organizações apresentam dificuldades em realizar reuniões em que a própria estratégia é a principal pauta. Segundo levantamento da consultoria 3GEN, apenas 41% das companhias possuem um guide line estruturado.

De acordo com o estudo, 32% das empresas que têm mapa definido ainda não realizam reuniões de gestão estratégica. Já outros 35%, apesar de realizarem tais conferências, não o fazem de forma sistemática.

“A maioria das organizações que acreditam ter um modelo de gestão estratégica capaz de mantê-las em linha com a evolução da performance, na verdade subutilizam o modelo não avaliando continuamente o desempenho”, analisou a empresa por meio de nota à imprensa. “Embora seja inegável a importância do planejamento estratégico, o desafio está de fato na construção de um processo de gestão que viabilize a sua execução”, explicou.

Do total, apenas 37% das companhias têm um modelo de gestão estratégica desenvolvido parcial ou totalmente. Em relação à comunicação, fator primordial para a execução do planejamento, o estudo mostra que das organizações que têm mapa estratégico, 26% o comunicam de forma sistemática, enquanto 44% não o fazem com freqüência.

Já entre as organizações que não possuem mapa, somente 4% comunicam sistematicamente a estratégia, contra 71% que divulgam parcialmente.

Artigo de FinancialWeb, postado

10 de dezembro de 2009 at 17:18 Deixe um comentário

Como fazer sexo com um gorila

Vou resumir para você uma das 40 histórias reais de vendas que compõem o meu livro “Somos Todos Vendedores”:

Anos atrás, numa reunião com o diretorzão de uma das maiores corporações do mundo em seu ramo de atuação a quem eu tentava vender uma consultoria, fui meio arrogante e tentei impor meu jeito de conduzir a negociação. Lá pelas tantas, ele, muito mais experiente e sabendo ter a faca e o queijo nas mãos, me perguntou: – “Cherto, você sabe como se faz sexo com um gorila?”
Desconcertado, respondi que não. E ele, sem piedade, me deu o xeque-mate: — “Do jeito que o gorila quiser. E o gorila, neste caso, somos nós. Se quiser trabalhar com a gente, vai ter de ser do nosso jeito.”
Eu tinha duas alternativas: continuava arrogante e ia embora ou baixava a bola. Baixei. E, com saliva e jeito, fui aparando as arestas. Acabamos fechando o negócio de uma forma que nem foi tão assim diferente do que eu pretendia, mas que o deixou bastante feliz.
Nesse projeto, minha equipe e eu tivemos a chance de mostrar o que sabíamos fazer. E esse acabou sendo apenas o primeiro de vários trabalhos que fizemos com essa empresa, até hoje nossa cliente.
De lá para cá, toda vez que penso em ser arrogante numa negociação, me lembro da história do gorila, relaxo e busco um jeito de chegar a um acordo ganha-ganha.
Marcelo Cherto

23 de novembro de 2009 at 17:00 Deixe um comentário


Posts recentes

Siga a GrowBiz no Twitter

Feeds